Destaque CCJ

10º PRÊMIO CINECLUBE JACAREÍ - CORVO DE GESSO 2017



FINAL DAS INSCRIÇÕES: 20 DE JULHO DE 2017

FAÇA SUA INSCRIÇÃO CLICANDO NOS LINKS ABAIXO:

FICHA DE INSCRIÇÃO (Clique Aqui)

REGULAMENTO (Clique Aqui)


-CURTA E SIGA O CINECLUBE JACAREÍ E CORVO DE GESSO NAS REDES SOCIAIS:

https://www.facebook.com/CineclubeJacarei/

https://www.facebook.com/CorvoDeGesso/

https://www.youtube.com/user/cineclubejacarei


-Saiba sobre o Cineclube Jacareí

cineclubejacarei@gmail.com

O projeto Cineclube Jacareí existe desde 2007. Com cinco anos de existência, tem uma missão nesta cidade. O dever de repartir com as pessoas o desejo de ver, informar-se e aprender sobre filmes e o cinema.

O inovador projeto Cineclube Jacareí atinge esse ano mais de cento e oitenta sessões do "Cinema de 5ª". Mostrando filmes independentes de cineastas locais e do Brasil. Preparou e entregou mais de cinqüenta estatuetas nas edições do anual "Prêmio Corvo de Gesso". Além de ter produzido centenas de filmes através da "Corvo Produções".

O projeto Cineclube Jacareí é pioneiro na região do Vale do Paraíba. Único grupo de trabalho que realiza a tríplice função no movimento audiovisual: produzir, exibir e premiar os filmes amadores, independentes e feitos em casa. Continuaremos a desfrutar dessa arte.



10 de set de 2009

Documentário

Documentário é um género cinematográfico que se caracteriza pelo compromisso com a exploração darealidade. Mas dessa afirmação não se deve deduzir que ele represente a realidade «tal como ela é». O documentário, assim como o cinema de ficção, é uma representação parcial e subjectiva da realidade.

O filme documentário foi pela primeira vez teorizado por Dziga Vertov (1896-1954), que desenvolve o conceito de «cinema-verdade» (kino-pravda), defendendo a ideia da fiabilidade do olho da câmara, a seu ver mais fiel à realidade que o olho humano - ideia ilustrada pelo filme que realizou Cine-Olho (1924) -, visto ser uma reprodução mecânica do visível (Ver: cinema directo).

O termo documentário é aceite em 1879 pelo dicionário francês Littré como adjectivo referente a algo «que tem carácter de documento». Atualmente, há uma série de estudos cujos esforços se dirigem no sentido de mostar que há uma indefinição de fronteiras entre documentário e cinema de ficção.

Na fronteira dessa indefinição, definindo um género híbrido, surge no início do século o termo docuficção. Aetnoficção é umas das práticas nobres deste género.